Esca Da Videira Tratamento?

Doenças do Lenho Constituem uma ameaça crescente para o futuro da viticultura e a maioria não possui tratamento específico. Escoriose, Esca e Eutipiose são as mais comuns. A primeira pode ser tratada com fungicida, no período que vai do gomo de algodão às folhas livres, mas as duas últimas apenas com prevenção.

Quais são as causas da contaminação da videira?

A contaminação destes fungos tem origem nos cortes defeituosos, originados pela poda da videira. Os primeiros fungos a penetrar não são os que a vão infectar; mas conferem à madeira uma cor escura e uma consistência mais dura.

Quais são as causas da doença da poda da videira?

Doença causada por dois fungos, que se desenvolve nas feridas da videira provocadas pela poda. A contaminação destes fungos tem origem nos cortes defeituosos, originados pela poda da videira. Os primeiros fungos a penetrar não são os que a vão infectar; mas conferem à madeira uma cor escura e uma consistência mais dura.

Como tratar a Escoriose da videira?

Os tratamentos de para a escoriose, devem ser efectuados na fase pós-abrolhamento, de modo a assegurar a protecção dos novos órgãos contra as contaminações feitas pelo micélio. Deve-se em Protecção Integrada, efectuar tratamentos de pós-abrolhamento, com substâncias activas que estão referidos no quadro nº1.

Como tratar Esca?

Deve ser privilegiada uma estratégia preventiva usando material vegetativo são, evitar grandes feridas na poda, desinfectar o material de poda, queimar a lenha de poda infectada e efectuar um tratamento fungicida imediatamente após a poda.

Como tratar antracnose na videira?

Controle. Evitar o plantio em baixadas úmidas e terrenos expostos a ventos frios; utilizar material vegetativo sadio e de boa qualidade; eliminar o maior número possível de ramos com cancros, por ocasião da poda, retirando-os do vinhedo; usar quebra-vento e fazer tratamento de inverno com calda sulfocálcica (4° Bé).

Zajímavé:  Frutas Citricas Com Vitamina C?

Qual o melhor fungicida para antracnose?

Os resultados indicam que o fungicida mais eficaz foi o Imibenconazole. Os produtos com eficácia média foram Triflumizole + Tiofanato metilico, Dithianona, Benomil e Captafol; já os tratamentos com Ziram, Folpet, Clorotalonil e Tiofanato metilico + C lorotaionil foram de baixa eficácia no controle da doença.

Como acabar com a antracnose?

Controle: O controle da antracnose deve incluir práticas de remoção e queima dos frutos mumificados e das partes podadas no inverno, com o objetivo de reduzir o inóculo inicial. Em anos com verões úmidos deve-se pulverizar a cultura, com reaplicação de acordo com o fungicida utilizado.

Qual veneno para antracnose?

O controle da Antracnose é feito por meio do uso de defensivos, como Cercobin 700 PM e Cercobin 500 SC, prescritos por engenheiro agrônomo.

Como identificar a antracnose?

Os sintomas típicos da antracnose nas folhas são lesões elípticas a circulares, com pequenos centros circulares de coloração palha a cinza. A infecção da panícula e dos grãos, auxilia na disseminação da doença para novas áreas, devido ao transporte do grão contaminados.

Para que serve o fungicida carbendazim?

CARBENDAZIM CROP BR é um fungicida sistêmico, com ação preventiva e curativa, indicado no tratamento de doenças da parte aérea nas culturas de citros, feijão, soja e trigo, e no tratamento de sementes de algodão e soja.

Quais são os sintomas da antracnose?

Sintomas da Antracnose

Os principais sintomas desta doença, especialmente sob condições de alta umidade, são manchas castanho-escuras e negras sobre as folhas, pecíolos, hastes e vagens (Figura 1).

Diskuze

Vaše e-mailová adresa nebude zveřejněna. Vyžadované informace jsou označeny *

Adblock
detector